. : Notícias
busca por notícias/mensagens
 
 
 
 

Eleições nos Estados Unidos


A existência na Terra é sempre surpreendente. Por melhor sejam programados comportamentos e realizações, sempre surgem surpresas, às vezes, desconcertantes.

Foi o que aconteceu com as eleições nos Estados Unidos, recentemente, produzindo um grande choque em diversas nações e no próprio país, com a eleição do candidato triunfante.

Embora as últimas pesquisas de opinião tenham demonstrado as intenções de votos muito próximas de uma candidata como do outro, com as exceções compreensíveis, esperava-se a vitória da Sra. Clinton, que, em verdade, foi aquinhoada com a maioria dos votos, porém perdendo o pleito em face da resolução do colégio eleitoral, conforme a Constituição do país.

O que mais impressionou a maioria daqueles que acompanhamos os debates diversos foi a qualidade deles, parecendo, em alguns momentos, um ringue em pleno pugilato de agressões recíprocas do que um imenso auditório onde se apresentavam planos de governo, diretrizes para o progresso, programas de assistência ao povo, planejamentos cuidadosos para a grandeza nacional.

Ao inverso, na maioria das vezes, as acusações de abuso, de comportamentos infelizes foram trazidos ao conhecimento público em linguagem chula, com os candidatos estertorando, ameaçando, desrespeitando os códigos de ética, atacando populações de imigrantes, de afrodescendentes, de rancor, e países vizinhos, em demonstração de aparente insanidade mental.

Paradoxalmente, muitos dos agredidos e ameaçados trabalharam e votaram no seu agressor, com total indiferença pelos valores éticos da vida e do país.

Automaticamente recordamos dos geniais pais da Pátria e sentimos saudades do tempo em que se discutiam programas de governo e de benefícios para a sociedade, nos quais homens e mulheres honrados debatiam seus objetivos mantendo respeito pelo opositor.

Inevitável, portanto, o choque ao se tomar conhecimento do resultado das eleições no país poderoso.

 

Divaldo Pereira Franco
Artigo publicado no jornal A Tarde,
 coluna
Opinião, em 17.11.2016.

Em 23.11.2016.

 
     
 
 
 
. Últimas Notícias

 
 
 
Documento sem título