. : Notícias
busca por notícias/mensagens
 
 
 
 

Divaldo no Panamá




No dia 8 de fevereiro, a convite da FEDAC (Fraternidade Dios, Amor y Caridad), Divaldo Franco viajou ao Panamá, a fim de participar do 1º Encuentro Espírita Panameño, provido por essa Entidade.

Divaldo esteve por primeira vez, nesse belo país, no ano de 1969, quando, a sós, iniciou uma jornada internacional, passando pelo Peru, Equador, Colômbia, República Dominicana, Porto Rico, Costa Rica, Nicarágua, Guatemala, El Salvador e Estados Unidos.

Naquela ocasião, não foi possível contatar com qualquer interessado na Doutrina Espírita.

Em 1979, em outra excursão pan-americana, retornou, conseguindo proferir uma palestra pública, organizada pela Dra. Maria da Graça Simões de Ender, e patrocinada pela Embaixada do Brasil.

Em 1981 tornou ao país, acompanhado pela Profa. Maria Cecília Paiva, Diretora do Departamento de Infância e Juventude da Federação Espírita Brasileira, que viajava com ele apresentando o programa espírita em favor das gerações novas.

Posteriormente, a Dra. Maria das Graças e o seu esposo Dr. Carlos de Ender, ele panamenho e ela brasileira, com um grupo de amigos devotados, entre os quais a Dra. Ana de Ruiz fundaram essa Instituição, lutando contra a má informação e todos os quejandos que envolvem o nome do Espiritismo, em face das calúnias e perseguições de que tem sido objeto.

A Instituição vem realizando um nobre labor divulgativo, culminando com a celebração das suas bodas de prata, que teve lugar no Centro de Convenções Atlapa, no Teatro La Huaca, com transmissão ao vivo pela TVCEI.com.

Um dia antes da abertura oficial do ágape doutrinário houve um mesa redonda com a imprensa local e com os convidados de diversos países que estavam presentes: Brasil, Peru, Equador, Colômbia, Argentina, Estados Unidos, Guatemala, Cuba, El Salvador, Honduras e México, e, logo depois, um agradável refrigério.

A magna solenidade teve lugar na tarde-noite do dia 9, com a conferência da Dra. Maria da Graça de Ender, sobre o tema Reflexiones sobre Espiritualidad, havendo sido muito feliz na sua exposição.

Logo após, Divaldo Franco proferiu a conferência sobre o tema Provas científicas da existência de Deus, seguido pelo Prof. Dr. José Raul Teixeira, com o tema La ciencia y el Espíritu.

Ambos os expositores foram excelentes na forma como no conteúdo espírita das mensagens abordadas, falando em espanhol claro e rico de significados, havendo sido demoradamente aplaudidos.

A seguir, teve lugar um ato cultural muito belo com apresentações especiais da cantora panamenha Érika Ender, que a todos sensibi-lizaram, do Moya\'s Dancer e do Ballet Folklórico Panameño.

No dia seguinte, sábado 10, a jornada foi imensa, iniciando-se às 8h00 da manhã com a prece de abertura.

Logo depois, o Engenheiro Ney Prieto Peres, do Brasil, proferiu a conferência sobre o tema Evidencias científicas de la sobrevivencia del alma, logo seguido pelo Dr. Fábio Alberto Navas Domínguez, da Colômbia, que abordou o tema Memoria extracerebral, seguido por um intervalo de breve duração.

Ao retorno, o Dr. Edwin Genaro Marroquín, da Guatemala apresentou o tema La comunicabilidad del alma, seguido por nova conferência de Divaldo Franco sobre o palpitante temário La revelación espírita.

Às 15h00, o Dr. Sabino Antonio Luna, da Argentina, abordou o tema La evolución espiritual com propriedade e profundidade.

A seguir, o Licenciado Luís Hu Rivas, do Peru, abordou a questão Difusión mundial del espiritismo com demonstração estatística de penetração da TVCEI em 90 países e assistência média surpreendente.

Houve um espaço, relativamente curto, para perguntas e respostas e, logo após, um intervalo.

A etapa final ficou ao encargo do médium de arte psicopictórica brasileiro Lic. Florêncio Reverendo Anton Neto, que apresentou pinturas de diversos artistas desencarnados e que foi muito aplaudido pelo auditório.

As telas foram oferecidas à FEDAC e adquiridas pelo público presente.

Ao encerramento das atividades, o Panamá espontaneamente tornou-se membro do CEI (Conselho Espírita Internacional), ali representado pelo médico Edwin Genaro Marroquín, da Guatemala, Secretário Geral do CEI para a América Central e região do mar Caribe.

No dia 11, os nossos amigos Divaldo Franco e Raul Teixeira bem como outros convidados especiais retornaram aos seus países com a alma referta de júbilos pelo êxito do evento comemorativo, verdadeiro marco na história do Movimento Espírita Internacional.

Nilson de Souza Pereira

Fonte: Jornal Mundo Espírita - Março/2007

 
     
 
 
 
. Últimas Notícias

 
 
 
Documento sem título