. : Notícias
busca por notícias/mensagens
 
 
 
 

Revivendo o Evangelho de Jesus


 

Revivendo o Evangelho de Jesus

 

Nestes dias tumultuosos, caracterizados pelas incertezas e arbitrariedades, conforme anunciados por Jesus, o ser humano padece as construções perturbadoras do processo de mudança do planeta de provas e de expiações, para o de regeneração, conforme acentuou o emérito codificador do Espiritismo, Allan Kardec.

 

 

No dia 17 de março [de 2011] Divaldo seguiu com destino a Ponta Grossa, a fim de participar das celebrações do centenário do Espiritismo na cidade. A solenidade, sob os auspícios da Federação Espírita do Paraná, teve lugar no Clube Verde para um público de 1.500 pessoas aproximadamente.

Após apresentação de coral, da excelente narração dos acontecimentos espíritas na cidade, no século XX, lida pela Dra. Alcione Madalosso Vieira, Divaldo foi apresentado pelo vice-presidente da Federação Espírita do Paraná – FEP e fez uma abordagem magistral a respeito das lutas travadas pelo Espiritismo, desde o seu surgimento até este momento. Analisou as teses materialistas que objetivavam denegri-lo, bem como os vazios conceitos religiosos a respeito de interferência demoníaca, como se Satanás estivesse contra ele mesmo, em razão dos nobres postulados cristãos exarados pela doutrina, e também as críticas populares, filhas da ignorância e da superstição.

Depois de 75 minutos de bela alocução veio o encerramento da solenidade e o nosso médium prosseguiu autografando, conforme o fizera antes da mesma.

Três programas de televisão foram gravados para as diferentes emissoras da cidade, mais divulgando a Doutrina.

Em a noite de 18, em Pinhais, cidade da grande Curitiba, a Federação procedeu à abertura da sua XIII Conferência Estadual de Espiritismo com um plantel especial de convidados: José Raul Teixeira, Haroldo Dutra, Sandra Borba, Alberto Almeida, Suely Caldas Schubert e o nosso Divaldo, que foi o orador encarregado da abertura do certame.

Nas grandiosas instalações do EXPOTRADE, em Pinhais, com capacidade para mais de 12.000 pessoas, compareceram aproximadamente 10.000 interessados.

Divaldo abordou o tema Mediunidade com Jesus, sensibilizando o imenso auditório com os estudos em torno da mediunidade antes e depois da codificação kardequiana.

Igualmente estudou o sesquicentenário de lançamento de O Livro dos Médiuns, no dia 15 de janeiro de 1861.

O tema, brilhantemente exposto, manteve o auditório em suspenso até o momento final quando prorrompeu em demorado aplauso de pé.

Foram apresentados dois livros novos: um deles intitulado Joanna e Jesus, em parceria com Cezar Braga Said, que viajou do Rio a fim de participar dos autógrafos, e o outro, resultado da sua estada em Curitiba, em novembro do ano passado [2010], que se denomina Conversando com Divaldo Franco – III, ambos com excelente conteúdo.

Igualmente foi lançado Os Evangelhos e o Espiritismo, em parceria com José Raul Teixeira, a todos cativando o seu maravilhoso conteúdo.

No dia 19, Divaldo permaneceu no hotel atendendo aos compromissos habituais e preparando-se para a intervenção que teve lugar às 17h com um minisseminário intitulado Transtornos mediúnicos, que foi realizado durante um período de duas horas.

Divaldo estudou a história da mediunidade, os tormentos dos médiuns e as terapias preventiva e curadora para os transtornos obsessivos, sempre fundamentado na Codificação.

Foi muito aplaudido.

Na abertura do evento, às 19h, Plínio apresentou uma peça musical em homenagem a Divaldo, inspirada na sua vida e na sua obra mediúnica. A peça, para piano e orquestra, sensibilizou o público, que a aplaudiu entusiasticamente, e que se demorou na apresentação durante 70 minutos. Trata-se de composições inspiradas em algumas das obras psicografadas por Divaldo e ditadas pelos Espíritos Joanna de Angelis, Rabindranath Tagore, Victor Hugo, Eurípedes Barsanulfo, Dr. Bezerra de Menezes e outros...

O DVD tem o nome de Estrela solitária, inspirado em uma mensagem ditada pelo nobre Espírito Victor Hugo.

A conferência da noite esteve a cargo do Dr. José Raul Teixeira que abordou o tema da mediunidade durante 100 minutos e foi muito aplaudido.

No dia 20, teve lugar o enceramento do evento maravilhoso, no qual todos os que participaram após as conferências e minisseminários, apresentaram uma síntese do seu pensamento sobre a Mediunidade com Jesus.

De imediato, Divaldo viajou a São Paulo, onde se encontrou comigo, procedente de Salvador, iniciando-se mais uma jornada norte-americana na área leste do país.

Após 12 horas de viagem, chegamos a New York, às 6h da manhã do dia 21, sendo aguardados no aeroporto Kennedy pelos amigos Angelina e Celestino Scoz, que nos conduziram ao lar, em Mount Vernon, NY.

Após o necessário descanso, seguimos, ao cair da tarde a Newark (NJ), a fim de celebrarmos os cinco anos de fundação do Centro Espírita Luz Divina, com o tema Mediunidade com Jesus.

É curioso notar-se, que o mesmo tema é solicitado em diversas cidades, que o elegem em razão da repercussão de quando foi proferido em outros lugares.

Divaldo fez uma abordagem nova, demonstrando que o exercício da mediunidade com Jesus representa o mediumato, conforme a opinião do Espírito Joana D´Arc em O Livro dos Médiuns, nas instruções finais. Em determinado momento, o auditório foi levado às lágrimas, ante a narração de um fato extraordinário.

Estavam presentes 212 pessoas de diferentes Núcleos e de outros Estados que foram especialmente participar do ágape.

Júlio e Rafael buscaram-nos em Mount Vernon, conduzindo-nos até Newark e levando-nos de volta, num gesto de nobreza e de bondade.

No dia 22, passamos as horas em atividades organizativas dos compromissos, e às 17h novamente os queridos amigos Júlio e Rafael conduziram-nos ao auditório do The Palace Teather, em Bethel (CT), alugado pelo Centro Espírita  A Caminho da Luz, onde Divaldo abordou o mesmo tema da véspera, porém, sob novo enfoque, para um surpreendente público de 148 pessoas, numa noite terrivelmente fria e que nevou.

Estudando o conceito de Nietzsche, em torno das ideias novas, que normalmente passam por três períodos, quando apresentadas: negação, ridículo e aceitação, o nosso orador explicou as reações negativas contra o Espiritismo e a mediunidade, pelas doutrinas ortodoxas, que consideravam a Doutrina Espírita uma intervenção demoníaca e a mediunidade um distúrbio igualmente satânico, logo após os infelizes conceitos populares, tachando a nova doutrina como herança africanista ou comportamento de pessoas de má vida e, por fim, pelos cientistas da época, atados ao materialismo, considerando a mediunidade como uma miséria emocional, um transtorno epilético ou esquizofrênico, ou mesmo histérico, conforme a conceituação da época.

O Espiritismo venceu todas as objeções e calúnias e impôs-se, sendo que a mediunidade com Jesus transformou-se no belo instrumento de consolação e orientação da humanidade.

Terminada a conferência e os autógrafos, Júlio e Rafael conduziram-nos de retorno à residência dos Scoz.

Passamos o dia 23 em atividades doutrinárias, seguindo, às 16h30 ao sul de New Jersey, à cidade Long Branch, onde se sedia o Centro Espírita A Caminho da Luz. O tema elegido foi Em busca da verdade, que o nosso Divaldo trabalhou com verdadeira maestria, abordando as questões que dizem respeito às várias expressões da verdade, culminando com aquela que Jesus acentua ser, demonstrando que somos todos membros da mesma, em recuperação.

Terminada a palestra, seguimos a Elizabeth, residência do Julio Jobim, onde pernoitamos, a fim de viajarmos a Washington, para o nobre trabalho promovido pela Sociedade Espírita de Baltimore, tendo, à frente, a Dra. Vanessa Anseloni. A jornada foi de 4 horas até a cidade de Chantilly, VA, onde nos hospedamos na residência da Dra. Vanessa e Carlos.

Após o almoço, seguimos a Columbia, 2h de automóvel distante, a fim de realizarmos o 3º Movimento Você e a Paz, num dos salões do Hotel Sheraton.

Todos os Centros Espíritas da Virgínia e das redondezas estiveram presentes, bem como a Associação Médico-Espírita de Washington e as atividades revestiram-se de muita beleza.

Houve apresentação de um balé clássico que executou dois números, inclusive a canção da paz, de Nando Cordel.

Divaldo foi chamado a explicar o significado do Movimento e como surgiu, o que fez, numa bela síntese, com grande brilhantismo.

Logo depois, o Dr. Adams proferiu brilhante conferência sobre o perdão e a superação do ressentimento, na conquista da saúde, alongando-se por cinquenta minutos.

Ato contínuo, houve um intervalo, durante o qual o nosso Divaldo prosseguiu autografando livros, CD’s e DVD’s.

Reiniciada a atividade, Divaldo proferiu a sua conferência sobre o tema Emotional healing, fazendo um estudo dos esforços dos cientistas na solução do grave problema das enfermidades e a proposta de Jesus sobre o reino dos céus dentro do coração da criatura humana.

Por sessenta minutos Divaldo deleitou o público que participou ativamente dos seus estudos, na tradução ao inglês por Daniel Assis, que veio especialmente de Los Angeles para esse mister.

Ovacionado demoradamente, Divaldo entregou ao Dr. Adams o troféu do Movimento Você e a Paz, havendo recebido uma homenagem pelos 25 anos de atividades espíritas ininterruptas naqueles Estados americanos.

Encerrado o ágape, às 22h30, houve um jantar para 17 convidados e, pela madrugada, o retorno a Chantilly, chegando às 2h30 da madrugada.

Na manhã de 25, Divaldo e nós outro, seguimos ao aeroporto Dulles, em Washington, viajando a Boston, onde fomos recebidos pelo casal Pienasola e conduzidos ao hotel.

Às 19h, fomos levados ao Anthony’s Function Hall, onde teve lugar a cerimônia de comemoração dos 20 anos de atividades de Divaldo no Estado de Massachussets, especialmente em Boston, com um jantar para 150 pessoas. À chegada, o senador Sal DiDomenico fez-lhe a entrega de um Certificado de agradecimento do Estado pelos serviços prestados ao imigrante e o apoio que lhe foi oferecido durante os transcorridos vinte anos. O documento está assinado pela Presidente do Senado Estadual e pelo proponente. A cerimônia foi comovedora.

Logo após, foi composta a mesa diretora dos trabalhos, havendo sido a palavra conferida a Dirce Pienasola, presidente do Centro Espírita A Caminho da Luz, apresentando a primeira palestra de Divaldo a 10 pessoas e comentando que, na atualidade, são mais de 500 participantes. De imediato foi apresentando um DVD narrado em inglês sobre a Mansão do Caminho, e Divaldo foi homenageado com uma placa de agradecimento, o mesmo sucedendo a nós outro e a Dirce.

Divaldo agradeceu com palavras repassadas de ternura e de emoção.

Houve o jantar beneficente para o Centro de Parto Normal da Mansão do Caminho e Nando Cordel, convidado especial, deleitou o público com várias canções.

Em clima de alta emoção, foi encerrado o evento comemorativo.

Na tarde de 26, teve lugar o seminário no salão do Holliday Inn, em Sommerville (Boston) para 350 pessoas inscritas, sobre o tema Transição planetária, inspirado no livro do mesmo nome, ditado pelo Espírito Manoel Philomeno de Miranda ao nosso Divaldo.

Divaldo apresentou belos textos em power-point, comentando-os com sabedoria e oportunidade.

Houve um intervalo, durante o qual Divaldo ficou autografando, para logo prosseguir e terminar com uma meditação baseada na música Miserere (Salmo 51), conforme consta no livro, e, na etapa final, orou a prece de São Francisco, também transcrita pelo Espírito Philomeno de Miranda na referida obra.

Estando presente, Nando Cordel foi convidado a cantar a Música da paz com todo o auditório, enriquecido de emoções e de bênçãos.

Para os eventos em Boston, estiveram presentes Dulce e Miguel Bertollucci, de Montreal (Canadá), Akemi Adams, de Los Angeles, um casal de Baltimore, um grupo de 17 pessoas de Toronto (Canadá) e de diversas outras cidades.

As traduções ao inglês foram realizadas por Daniel Assis, conforme acontecera em Baltimore.

Houve apresentação musical de natureza clássica, prosseguiram as homenagens ao nosso Divaldo, Nando Cordel apresentou-se e foi realizado o belo trabalho rico de esperanças para o futuro e com diretrizes de segurança para a felicidade. Houve dois ligeiros intervalos, e tudo foi encerrado às 18h.

Depois de alguns momentos de convivência, seguimos viagem de automóvel a Elizabeth (NJ) durante 3h30 minutos, a fim de repousar na residência de Júlio Carvalho e, no dia 27 podermos encerrar a jornada conforme ocorreu, na Casa do Brasil, com um seminário sobre o tema Em busca da verdade, com apresentação em power-point para um público de 560 pessoas.

Nando Cordel participou da atividade cantando várias músicas e encerrando o evento com o Hino da Paz.

Todos vibramos demoradamente, mas era hora de seguirmos ao aeroporto, a fim de retornarmos a Salvador via São Paulo.

 

Nilson de Souza Pereira

Fonte: Revista Espírita, maio/junho de 2011.

Em 13.07.2011.

 
     
 
 
 
. Últimas Notícias

 
 
 
Documento sem título