. : Notícias
busca por notícias/mensagens
 
 
 
 

Viagem a Dubai


No dia 1º de fevereiro próximo passado (2010), partiu Divaldo rumo a Dubai, um dos sete emirados e a cidade mais populosa dos Emirados Árabes Unidos (EAU), localizado ao longo da costa sul do Golfo Pérsico, na Península Arábica. Dubai é conhecida mundialmente por ser extremamente moderna, “futurista” e com enormes arranha-céus e largas avenidas.

Após uma viagem de aproximadamente 15 horas foi recepcionado no Aeroporto Internacional de Dubai por Nalva Oliver e confrades da cidade de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos.

Chegando ao hotel, Divaldo reencontrou quatro membros do Centro de Estudos Espíritas Allan Kardec – CEEAK – de Winterthur, Suíça, que se deslocaram para Dubai com o intuito de acompanhá-lo nas atividades.

No dia seguinte, dia 03 de fevereiro, deu-se o primeiro encontro em solo árabe com alguns membros de um grupo local. Em uma conversa descontraída, Divaldo tomou conhecimento dos trabalhos desenvolvidos na região e esclareceu dúvidas doutrinárias orientando para a possível instalação oficial de um Centro Espírita na região. Foi informado por Patrícia Farias que, desde que haviam tomado conhecimento de sua vinda, foi dado um nome ao grupo que começara a existir, o Grupo Espírita Cristão Despertar, tornando-se este o primeiro grupo de estudos espíritas a ter um nome em Dubai.

Na noite do dia 4 de fevereiro, desta vez com participantes de Dubai e Abu Dhabi, totalizando 27 pessoas, efetuou-se uma reunião complementar para dar prosseguimento às instruções, esclarecendo dúvidas e orientando quanto aos passos iniciais a serem dados pelos grupos que iriam ser formados em diversos pontos da cidade. Divaldo esclareceu sobre a importância de primeiro se estudar o Espiritismo e depois aos poucos introduzirem novas atividades, como atendimento fraterno, passes e reuniões mediúnicas. A reunião foi finalizada com a leitura do Evangelho, tendo sido encerrada por Divaldo com uma oração de agradecimento.

No dia seguinte, Divaldo partiu rumo a Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes, para também lá, tal qual Paulo de Tarso, falar sobre Jesus. Na residência da vice-consulesa do Brasil, Sra. M. Célia do Nascimento Martins, Divaldo falou para 15 pessoas, prestando uma homenagem para a filha da Sra. Célia, Lilian, uma pessoa muito especial, portadora de limitações físicas, que no dia 09 de fevereiro completaria 29 anos de idade. (Apesar de não poder se expressar pela fala, levaremos conosco a felicidade que transfigurava o rosto da pequena Lilian, que mostrou, através de seus sorrisos, ser uma pessoa muito feliz, mesmo dentro das limitações que traz em seu corpo físico).

No dia 06 de fevereiro, Divaldo completou a sua agenda nos Emirados Árabes Unidos, tendo efetuado uma palestra para cerca de 63 pessoas discursando sobre a depressão, esclarecendo sobre as causa físicas e espirituais geradoras desta doença que a cada dia atinge mais pessoas. Com o humor característico de suas palavras levou aos ouvintes momentos de muita alegria, gerando sorrisos e envolvendo a todos em vibrações de muita esperança e paz.

Às 18h15min, no momento em que Divaldo iniciava sua palestra, o povo árabe era também convidado a orar. (Nós, que estávamos presentes, podíamos ouvir de longe o chamado para o início das orações, pronunciado em tom melodioso pelo Muazzim, do alto do minarete da mesquita próxima).

Na manhã do dia 07 de fevereiro, Divaldo partiu rumo ao Brasil para dar continuidade aos seus trabalhos, levando consigo a esperança de ter plantado em solo árabe o Evangelho de Jesus.

 

 Sandra Fasler, com revisão de conteúdo por Gorete Newton

Fonte: Revista Presença Espírita, de março/abril de 2010.

Em 10.05.2010.

 

Obs.: Um pouco sobre um dos pilares do Islam: A Prece

A Oração Salat (um dos cinco pilares do Islam) é o nome das orações obrigatórias que são praticadas cinco vezes ao dia, e são um elo direto entre o adorador e Deus. Essas cinco orações diárias contêm versículos do Alcorão que são recitados em árabe, a linguagem da Revelação, ao passo que as súplicas pessoais podem ser feitas no idioma de cada um. As orações são praticadas na alvorada, ao meio-dia, no meio da tarde, ao crepúsculo e à noite e assim determinam o ritmo do dia todo.

 
     
 
 
 
. Últimas Notícias

 
 
 
Documento sem título