. : Mensagens
busca por notícias/mensagens
 
 
 
 

Responsabilidade espiritual


Toda e qualquer atividade que se assume converte-se num dever que exige responsabilidade.

A existência física é portadora de múltiplos programas educativos que contribuem para o desenvolvimento intelecto-moral do Espírito.

A reencarnação, por isso mesmo, é sublime oportunidade para reparação de erros, correção de irregularidades, reabilitação moral. De acordo com a gravidade de cada ocorrência, há uma pauta específica de reequilíbrio lúcido, disciplinador e próprio para a felicidade.

Nesse capítulo, as dores e problemas de vária ordem constituem o processo terapêutico para a cura real, portanto, na origem do mal praticado. No entanto, a finalidade dos renascimentos não tem caráter punitivo, o que significaria um castigo à ignorância, pela qual se atravessa na sucessão dos acontecimentos.

A aflição defluente do sofrimento é o desconforto que se experimenta, chamando a atenção à ordem, à disciplina, ao dever.

Tudo evolve.

O ser humano, superando as fases iniciais das necessidades básicas, alcança os patamares da inteligência, da emoção, do discernimento.

Nesse período, todas as ações fazem parte do processo de futura iluminação, dando lugar às experiências da solidariedade, do amor e da lídima fraternidade. Em consequência, os atos produzem ressonância de onda equivalente, que promovem os valores inatos ou que perturbam as aspirações de plenitude.

Surgem as provas, os testemunhos, os necessários corretivos aos erros e as expiações, com caráter severo e restritivo à movimentação.

Como a lei de amor é soberana, predomina no universo, favorece a conquista da paz, mediante a resignação durante a difícil aprendizagem evolutiva.

Utilizando-se das suas diretrizes afetuosas, reabilita o infrator, burila-lhe as imperfeições, emula-o ao avanço espiritual, sublima os instintos primários, enquanto aumentam as aspirações de paz e de bem-estar.

Alteram-se os focos existenciais, nos quais o primitivismo cede lugar ao aperfeiçoamento moral.

Servir, pois, é a meta da existência humana, desde o momento em que se lhe detecta a finalidade imortalista.

Engajando-se no objetivo de viver-se com alegria e bem-estar, mesmo por ocasião das situações menos joviais, deve ser o comportamento ético de todo aquele que encontrou Jesus, o exemplo máximo de perfeição na Terra.

Esse despertar da divina essência interna constitui razão básica para a existência feliz, aumentando a responsabilidade do candidato à plenitude.

Não são impostos sacrifícios ou holocaustos, que podem ocorrer por necessidades especiais.

O cumprimento reto dos deveres de cidadania, de família, de consciência, contribui para a aquisição da responsabilidade espiritual.

*

Fascinado pela possibilidade de um mundo melhor e por uma sociedade justa e próspera, encontras, no Espiritismo, campo vasto a joeirar, a fim de prepará-lo para ensementar o amor.

Assumes compromissos com entusiasmo; dedica-te, por algum tempo e, depois, experimentas tédio ou desencanto.

Por que será? - interrogas.

Por falta de motivação, de afeto. Necessário se torna que te mantenhas entusiasmado, em tudo quanto fazes. Coloca um toque de alegria nas tuas atividades e reflexiona no significado das tuas ações.

Não permitas que o automatismo te conduza ao trabalho, que te induzirá à inércia ou à indiferença, pelo que realizas.

O teu próximo precisa de ti, reencarnado ou não. Ele conta contigo, com a tua solidariedade, a tua assistência fraternal.

Ama-o, conscientemente, o que fará um grande bem.

Atividades espirituais multiplicam-se à espera de dedicação.

Reuniões mediúnicas sérias exigem participantes conscientes e responsáveis, para a sua execução.

Atendimento fraterno abre as portas do sentimento alheio à iluminação e à libertação de consciências.

A terapia dos passes aguarda comportamentos nobres e compadecidos, para o socorro oportuno à aflição.

Divulgação doutrinária é indispensável, dentro de padrões especiais, para esclarecer e tocar os ouvintes que precisam encontrar o roteiro, para a existência ativa e saudável.

Todos eles e outros mais serviços espirituais aguardam responsabilidade, consciência de dever.

O passe evoca Jesus, atendendo as multidões e curando-as.

Se eleges a aplicação da bioenergia, torna-te digno de exercê-la, não apenas com a conduta moral e mental saudável, mas também, com o sentimento de dever bem desenvolvido.

Não atues, esporadicamente, como alguém descomprometido com a caridade fraternal.            .

Quando te candidataste, Espíritos guias interessaram-se em ajudar-te. Se perseveras com responsabilidade, eles ampliam os teus recursos terapêuticos e utilizam-se, com amor e ternura. Se não cumpres o programa estabelecido, afastas-te do seu auxílio e ficas à mercê de outros, frívolos e levianos...

O passe é veículo das energias do Céu, para apaziguar as dores terrestres.

Não te esqueças.

*

Quando Jesus enviou os Setenta da Galileia, para que lhe preparassem o caminho concedeu-lhes a faculdade de curar, de afastar os Espíritos perversos e de enfrentar as dificuldades sob a Sua proteção.

E, assim, aconteceu.

Hoje, Ele te chama, para que prossigas auxiliando o teu próximo, e confia em ti; faculta-te o valioso recurso do passe.

Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Pereira Franco, na sessão mediúnica de 28
 de dezembro de 2015, no Centro Espírita Caminho da Redenção,
 em Salvador-BA.

Em 11.7.2016.

 
     
 
 
 
. Últimas Mensagens

 
 
 
Documento sem título